Ir para o conteúdo

A liderança é delas

3 min. de leitura

Avatar de CWI.Digital House

CWI.Digital House Autor


Para comemorar uma data histórica de destaque feminino, a CWI juntou mulheres referências em liderança, com suas percepções, para aprofundar a importância de estar em um cargo de destaque na tecnologia.

Segundo o IBGE, apenas 20% dos profissionais de TI são mulheres. Com a falta de participação feminina, a abordagem desse assunto é crucial para que funcione como uma forma de incentivo àquelas que desejam ingressar nessa área. 

A pouca representatividade é uma consequência de questões culturais arraigadas na sociedade. Por muito tempo, a maioria das mulheres eram designadas a ocupar funções relacionadas a cuidados com a casa, não tendo autonomia para fazer o que quisessem escolher. Além disso, ainda há certo estigma entre as jovens de enfrentar uma área das exatas, conhecida por ser dominada por homens.

Segundo Kátia da Rocha, Gerente de Sistemas na CWI, o entendimento da importância desse campo exige certa maturidade e facilidade de compreensão. Sendo assim, a comunicação é a base para atrairmos mais mulheres a participar da tecnologia. A mesma visão é compartilhada pela colega Cláudia Bottega, Gestora Técnica: 

“A informação é o melhor caminho. Nós podemos mudar isso, todos temos que contribuir. Nós como pessoas, como empresas, como contratantes.”

A CWI busca solucionar esse problema através dos programas sociais, abertos para todos os gêneros, voltados a informar melhor os jovens sobre as oportunidades que a TI traz, como o Crescer e Let’s Code. Neles, é utilizada uma metodologia didática e dinâmica, facilitando a compreensão dos processos e resultados que a tecnologia traz.

Qual a importância de mulheres ocuparem cargos de liderança na tecnologia? 

Em um ambiente predominantemente ocupado por homens, o estímulo e a inspiração que uma mulher traz ao ocupar um cargo de liderança é fundamental para engajar outras a ingressarem no caminho da tecnologia. Afinal, sabemos que não é uma trajetória fácil e que demanda esforço e dedicação.

“Passei por muitos desafios desde o início da minha carreira. Começando quando escolhi a graduação de Ciência da Computação, um curso que era praticamente dominado por homens, onde muitos me criticaram pela minha escolha e, inclusive, duvidaram que eu conseguiria concluir. Quando recebi minha primeira promoção, a qual batalhei e me preparei para isso, algumas pessoas não pararam para olhar o esforço e dedicação que tive, mas criticaram o fato de ser uma mulher a ter conseguido.” – Tatiane Schardosim (Gestora Técnica na CWI) 

Além disso, Samanta de Azevedo, Líder de Engenharia, também na CWI, pontua a importância de, ao alcançar o cargo almejado, poder exercer uma forma de liderança própria, de acordo com seus valores e pensamentos. As características femininas inegáveis, como sensibilidade e empatia, complementam o ambiente, compondo uma boa gestão.

Desafios

Os desafios não terminam ao chegar na liderança, pelo contrário, assim como o cargo proporciona uma maior valorização e visibilidade, mais responsabilidades são esperadas. Por ser uma área de inovação, a TI exige um estudo diário, manter-se atualizada e preparada para decisões importantes. Assim, resultados são alcançados com posicionamento e reconhecimento, sem questionamentos sobre a competência da mulher.

“Um dos principais desafios é a constante luta para as mulheres serem percebidas como lideranças resilientes e capazes de tomadas de decisões pautadas entre o equilíbrio do humano e racional.” – Ana Cecília Nell (Gerente de Sistemas na CWI)

Entretanto, para muitas, o maior desafio encontrado na carreira é conseguir conciliar a vida pessoal com a profissional. A mulher deve saber administrar seu tempo entre trabalhar e encontrar momentos para si mesma.Dessa forma, é importante a escolha do lugar onde se irá trabalhar, optando por aquele que desafie, porém, ao mesmo tempo, tenha espaço para ser ela mesma. Para Cláudia Bottega, a identificação com os valores e pessoas da empresa é um fator decisivo para a escolha do ambiente de trabalho:

“A CWI é feita de pessoas, que compartilham, contribuem, que se importam. Me identifico com os valores. É o lugar que escolho estar.”

Conselho de elas para elas

Alcançar objetivos é uma tarefa que exige dedicação diária. Para começar, é necessário traçar metas e focar no resultado que você gostaria de atingir. A caminhada é longa e inicia realizando seu melhor hoje, mostrando excelência para o próximo passo. O autoconhecimento será seu melhor amigo, aprenda a lidar com seus pontos fortes e fracos e conviver com personalidades diferentes. Atualmente, uma das características mais requeridas para liderança é a gestão de pessoas. 

Lembre-se que correr riscos é necessário, mas sempre com responsabilidade. Ao alcançar um cargo de influência, lidere com honestidade e coerência. A maior força que uma mulher pode ter é a sua própria credibilidade e determinação. Afinal, como Camila Capellão, Engenheira de Soluções na CWI, conta:

“Lugar de mulher é onde ela quiser.”