Ir para o conteúdo

Como migrar de carreira para a TI com o CWI Reset

7 min. de leitura

Avatar de CWI.Digital House

CWI.Digital House Autor


Se a decisão sobre mudar de carreira está se consolidando na sua mente e se o novo caminho parece estar apontando para a área da tecnologia da informação, você chegou ao artigo certo! Sabemos que trocar de profissão não é simples, mas aqui vamos dar todas as informações para ajudar você a migrar de carreira para a TI dentro de uma das maiores empresas do Brasil no setor.

Apresentamos o Reset, nosso programa on-line de formação na área de desenvolvimento de software! 

Navegue pelo conteúdo com os links abaixo!

🔝 O que é o programa Reset

🔝 Etapa 1: inscrição

🔝 Etapa 2: Level 1

🔝 Etapa 3: entrevista e seleção

🔝 Etapa 4: Level 2

🔝 Com a palavra, quem já participou!

Reset: redefinir, recompor, restabelecer

Dar um reset na carreira. Essa é a grande oportunidade que o programa Reset, oferecido gratuitamente pela CWI, proporciona a profissionais de qualquer cidade que queiram fazer uma transição de carreira para se tornar uma pessoa desenvolvedora de software.

Além de todo o conteúdo que é proporcionado aos participantes da iniciativa — os reseters, como nós chamamos —, ao final da formação ainda existe a possibilidade de ingressar no time da CWI, contando desde o início da nova carreira com o apoio de colegas extremamente qualificados. A empresa tem o conhecimento que circula como um de seus pilares e isso é visto em prática diariamente.

Todas as aulas acontecem de forma on-line. Na primeira fase, são disponibilizados materiais de estudo que passam por uma curadoria da nossa equipe, de modo que os reseters podem organizar a própria rotina conforme a sua disponibilidade de tempo. Mas isso não significa que seja uma etapa solitária. A CWI interage com os participantes por meio de issues do GitHub e realiza várias lives ao longo dessa fase (saiba mais nos tópicos a seguir!). Já na segunda parte da formação as aulas são ao vivo, durante cinco sábados.

Chegando em 2021 na sua terceira edição, o Reset nasceu da altíssima demanda por novos talentos na área da tecnologia. E “novos” sem qualquer relação com quantidade de aniversários! 😆 O programa recebe pessoas de diferentes idades. Basta querer recomeçar.

Qual o perfil dos reseters?

Desde a primeira edição, o Reset contou com participantes vindos de diversas áreas profissionais. Tivemos, inclusive, pessoas com mestrado e doutorado que decidiram trocar de profissão e migrar para a TI por meio do programa.

O único critério para se inscrever é já ter atuado profissionalmente em outra área que não a da tecnologia da informação. Entre os campos que já tiveram representantes nessa formação estão Arquitetura, Biomedicina, Ciências Econômicas, Direito, Eletrônica, Engenharias (Elétrica, Civil, de Produção e de Energia), História, Mecânica e Química.

O mercado da TI tem inúmeras especialidades e, por isso, as diferentes habilidades que vêm desses backgrounds são bem-vindas. Esse programa é a porta de entrada nas áreas de Desenvolvimento, Qualidade ou Processos na Engenharia de Software. As possibilidades de atuação e evolução depois disso são múltiplas.

O Reset também é para quem já começou ou até concluiu cursos relacionados à tecnologia da informação, mas por algum motivo não exerceu a profissão. Já tivemos vários casos assim! 😊

Homem mostrando código HTML a estudante de programação.

Um processo vivo: oportunidade para formação de testadores

Embora o programa tenha sido primariamente direcionado para a capacitação de desenvolvedores Java, na segunda edição adaptamos o formato para dar oportunidade também a um grupo que acabou formando uma turma focada em Quality Assurance (QA). A CWI sempre leva em consideração o contexto de cada situação e faz o possível para dar o máximo de espaço para novos talentos.

O resultado dessa atenção é que os reseters contratados engajaram muito bem com a cultura da empresa e performam de maneira muito satisfatória. Até porque, como resumiu o colaborador Alexandre Neto, na prática somos apenas um meio para que ocorra uma mudança que eles mesmos já começaram.

Como se inscrever para o Reset

Para se candidatar a uma das vagas do CWI Reset, não tem mistério. Basta se encaixar nestes três critérios abaixo.

✅ Já ter tido experiência em carreiras diferentes da TI;

✅ Querer realmente recomeçar a vida profissional, agora na área de tecnologia da informação;

✅ Se identificar com a cultura CWI. 😊

Mesmo que você já tenha iniciado o seu processo de transição de carreira — começou a estudar uma linguagem de programação, por exemplo —, também pode se inscrever para o Reset. O mais importante, mesmo, é ainda não ter atuado na área da tecnologia. E, em relação à trajetória acadêmica, não solicitamos Ensino Superior.

A inscrição é feita pelo nosso site. Fazem parte das informações solicitadas uma breve descrição das suas experiências profissionais anteriores, formação acadêmica e qual a sua motivação para trabalhar na CWI.

Encerrado o período de inscrições do Reset, nossa equipe analisa os dados de todas as aplicações e, em até uma semana, entra em contato por e-mail para comunicar a nova turma de reseters sobre a entrada no programa.

Entrando no mundo do desenvolvimento de software: o Level 1

Anteriormente chamado de etapa qualificatória, o Level 1 é o momento em que os participantes começam a entrar em contato com os temas da capacitação. Os materiais sobre três áreas do desenvolvimento de software (veja quais logo abaixo!) são disponibilizados no GitHub e os reseters podem acessá-los conforme a sua disponibilidade de horários, dentro do cronograma previsto para cada módulo.

Nessa fase, que dura cerca de 30 dias, já há um time de prontidão para prestar suporte e sanar dúvidas, por meio de issues do GitHub. São mais de 20 profissionais CWI dedicados a essa formação, entre monitores e instrutores.

And… We are live!

O caminho ao longo do Level 1 inclui alguns encontros ao vivo. São momentos descontraídos em que os reseters podem tirar dúvidas, conhecer os colaboradores que já participaram do programa e entrar em contato com a cultura CWI de forma mais direta.

Algumas das lives são realizadas no final de cada módulo. É quando os instrutores têm espaço para repassar os conteúdos, resolvendo pontos que eventualmente não tenham sido compreendidos pelos participantes da capacitação. Outras são especialmente dedicadas ao contato com reseters de edições anteriores — que, aliás, contam que a participação nas lives foi fundamental para o engajamento com o programa e com a CWI.

Homem em frente a um notebook dando aula de programação com projeção de tela ao fundo.

O que você vai estudar no Level 1 do Reset

O material de estudo do Level 1 do Reset inclui três módulos, cada um com duração de cerca de 10 dias. Compreender e exercitar os conceitos desses três tópicos é o primeiro passo para se tornar uma pessoa desenvolvedora.

  • Lógica de Programação | Pensando para resolver problemas
  • Java | Uma das linguagens de programação mais utilizadas
  • Orientação a Objetos | Abstração? Encapsulamento? Herança? Polimorfismo?

Essa etapa é finalizada com uma prova, que inclui todos os conteúdos vistos até então. Assim como o restante da capacitação, é realizada on-line.

Chega a hora de um bate-papo individual

Com base no desempenho durante todo o Level 1 e no resultado do teste final, selecionamos as pessoas que irão participar de uma entrevista de seleção para o Level 2, o treinamento ao vivo com nossos instrutores. Os convites para esse momento são enviados, por e-mail, na semana seguinte à realização da prova.

As entrevistas são realizadas por videoconferência e têm como objetivo proporcionar um espaço em que os reseters e a equipe da CWI possam conversar. A ideia é tirar dúvidas e pensar, juntos, em como está sendo a experiência do Reset até então — e em como pode ser dali para frente. Participam, pela empresa, alguém do time de RH e alguém da área de Engenharia da CWI.

Em geral dedicamos duas semanas para conversar com todos os reseters do Level 1 e notificamos os selecionados em até uma semana depois desse período. Aqui não há um limite pré-fixado de vagas, avaliamos a cada turma. Buscamos dar oportunidade a todos que se encaixarem no perfil.

Level 2: conhecimento e prática para recomeçar a vida profissional

O Level 2 do Reset é a fase em que as aulas passam a ser ao vivo, aprofundando os conteúdos da etapa anterior e intensificando os exercícios práticos. Tudo isso ainda de forma on-line, o que proporciona a expansão do programa para além das regiões em que a CWI tem sedes físicas. Assim, essa modalidade possibilita troca de conhecimentos e intercâmbio cultural entre participantes de todo o Brasil.

O treinamento ao vivo acontece durante cinco sábados, nos turnos de manhã e tarde. Também ocorrem quatro aulas extras em quintas-feiras, à noite. Todas as aulas são gravadas e ficam disponíveis para consulta posterior.

As primeiras aulas do Level 2 retomam os conteúdos referentes aos módulos de Java e Orientação a Objetos. Depois, os instrutores entram em desenvolvimento de APIs com Spring Boot, com uma abordagem que destaca os exercícios práticos.

Mulheres de costas falando sobre um código-fonte na tela de um notebook.

O Discord passa a ser utilizado como ferramenta de comunicação nesta etapa. Monitores e instrutores auxiliam os reseters em todas as suas dúvidas por meio do aplicativo, durante as aulas e ao longo das semanas.

Após os cinco sábados de aulas ao vivo, inicia o período de aproximadamente três semanas para o desenvolvimento do trabalho de conclusão, que envolve a criação de um serviço. Trata-se de um sistema didático, que proporciona uma sólida base de regras e técnicas que o time CWI utiliza no dia a dia.

Na segunda edição do Reset, por exemplo, a inspiração para o projeto final foram os aplicativos de delivery. Solicitamos aos reseters um serviço com cadastro de estabelecimentos, usuários, entregadores, produtos e um sistema de pedidos contemplando desde a etapa de seleção dos produtos até a entrega para o consumidor.

E depois?

Após o recebimento dos trabalhos de conclusão e do período de avaliação (cerca de uma semana), a equipe envolvida com o Reset se reúne para definir quais participantes do programa receberão um convite para passar a atuar na CWI. Os feedbacks são dados por e-mail na semana seguinte.

Quem chegar ao final da formação com, no mínimo, 80% de presença nas aulas recebe um certificado de conclusão… Além de uma nova carreira pronta para ser iniciada.

Com a palavra, quem já fez um Reset!

A Victoria Krupp passou a fazer parte do time CWI graças ao Reset. Ela é técnica em Mecânica Industrial e atualmente cursa Engenharia de Produção. Parte da primeira turma do programa, Victoria vê uma conexão entre a programação e a paixão. Leia o artigo Às vezes, é preciso dar um reset para entender essa associação! 😊

E se você chegou até aqui… Já deve ter decidido dar um reset na sua vida, não é mesmo? Verifique se as inscrições estão abertas e, se não, fique de olho nas mídias sociais da CWI para saber quando abrirmos novas turmas!


O Reset é um dos três programas de formação da CWI para quem quer iniciar na área da tecnologia. Saiba mais sobre o Crescer (nosso programa de estágio) e sobre o Let’s Code (evento sobre programação em escolas) no nosso Hub de Conteúdo!


Gostou?